fredag, mai 6

alexandra morreu hoje
filha de pai ausente
eterna saudade de damien day,
não deixa filhos, poema ou herança.
de seu o mar
a ninguém testamentou,
arregimenta-se o estado
assim se proceda.
de tristeza,calúnia ou amor
ninguém sabe,
em paz repouse.
no epitáfio por si redigido
lê-se:
para sempre adiada.

No Celeiro